1

Encontre-se


   Ontem você me ligou, quando vi teu nome chamando na tela do celular não acreditei, entrei em um transe de segundos pra depois despertar e atender a ligação, não sabia o que esperar, não sabia se poderia ter esperança de algo bom ou ruim, atendi e disse "oi", você me respondeu com outro "oi" e em seguida um "tudo bem", e começamos a conversar, como se nada tivesse acontecido, como se não existisse as brigas, o amor, as brigas, as lembranças, as brigas, a saudade, o término, o fim. 
   Depois de tanto conversar você perguntou da minha vida, das novidades, eu perguntei das suas. Você perguntou da minha família e da minha cachorrinha Mel, respondi e foi um papo de amigos a anos, e parecia estar tudo tão bem com você, mas pra mim não estava nada bem, conversamos e enfim, o tchau.
   Fiquei pensando, será que você já tinha superado tudo tão bem que já nem lembrava mais? Porque pra você estava bem mas pra mim não, não estava nada bem, eu não esqueci tudo que vivemos e muito menos o amor que eu senti e ainda sinto por você , mas você veio tão normal falar comigo, conversamos como se nada do que passou tivesse existido, como você pode esquecer de tudo tão rápido? Eu lembrei de cada detalhe novamente, mas não entendi o porque da ligação. 
   As vezes eu me sinto como se você me usasse , quando você esquece as angústias que ferem você, você volta pra mim, pra me machucar novamente no futuro, e o que me deixa mais magoada é que mesmo sabendo eu ainda volto a abrir o meu coração pra você, porque eu poderia simplesmente dizer pra você sumir da minha vida e me deixar seguir sozinha com minhas lembranças e sentimentos mau resolvidos, mas eu não consigo fazer isso, eu não consigo te mandar embora de vez, eu fico aguentando essa barra sem saber até quando vou suportar , você se enche de mim e some , fica se cansa do mundo e volta pra mim, se enche de mim de novo e some , se cansa do mundo e volta de novo, eu queria poder levantar a voz e te expulsar da minha vida de meus sentimentos e de todas as minhas lembranças mas não consigo, eu fico sem saber o que fazer , peço ajuda, mas não tenho nenhuma resposta, fico presa aos sentimentos novamente e novamente ... Até quando vai ser assim? Até quando vou ter que viver presa nesse sentimento? Até quando vou suportar isso? Não tenho autoridade para minha própria felicidade, imagina pra o resto das decisões que precisarei tomar em toda uma vida? Eu preciso me levantar de vez e decidia do que quero pra mim, mas sozinha ninguém vai há lugar algum... 
   Você está assim como eu? Como é difícil passar por isso né ? Mas sabe, um dia eu conheci uma pessoa a qual me ajudou... Eu sai desse vale da indecisão e me decidir. Quer saber quem é? Não posso te contar, porque você precisa descobrir sozinha, porque essa pessoa foi eu própria , eu me conheci, eu me achei, eu me entendi, eu me ajudei. E é exatamente isso que você tem que fazer, antes de ir pedir conselhos, pedir ajuda a qualquer pessoa que seja, antes descubra quem você é, quais são seus sonhos e os seus próprios planos pro futuro, você mesma vai achar dentro de você a própria resposta que procura em alguém fora de você, você precisa conhecer seus princípios para poder tomar qualquer decisão que resultará em toda uma vida . 
   Procure-se e Encontre-se. Você vai se admirar com quem você realmente é.


1 comentários:

  1. Uau !!!
    Que post maravilhoso ,sem palavras descreve algumas coisas em meus pensamentos.
    Adorei !!!
    tem post novo lá no blog, voltei postar essa semana, conto com sua visitinha :
    http://byvaleriasantana.blogspot.com.br/2015/04/e-quando-tudo-parecia-perdido-minha.html
    Beijinhos

    ResponderExcluir

 
TAMMY CEZARETTI - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | COPYRIGHT 2015 | DESENVOLVIMENTO :: Vinicius Ribeiro | Powered by Blogger | Imagens Flaticon